Document
PATROCINADORES

Navio grego é suspeito de ser a origem da mancha de óleo no Nordeste

A Polícia Federal cumpre nesta sexta-feira (01) mandados de busca e apreensão em uma agência marítima e na sede de representantes de uma empresa no Rio de Janeiro ligados à propriedade de um navio mercante de bandeira grega indicado como possível origem do derramamento de óleo no litoral nordestino. A PF diz que navio grego está vinculado à uma empresa do mesmo país. Não há dados, no entanto, sobre a propriedade do petróleo transportado pela embarcação. Investigações prosseguem.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.