PATROCINADORES

Mourão diz que ação dos EUA na Venezuela seria “fora de propósito”

O vice-presidente Hamilton Mourão foi escalado pelo governo brasileiro para participar de um encontro na Colômbia para discutir a crise na Venezuela. A reunião foi convocada após o ditador Nicolás Maduro determinar o fechamento da fronteira do país com o Brasil para impedir a entrada de ajuda humanitária. Maduro acusa a oposição de tramar uma armadilha para facilitar uma ação militar dos Estados Unidos. Em entrevista à Agence France-Presse, Mourão disse que uma eventual intervenção norte-americana na Venezuela seria “fora de propósito”. “Acho que (a ameaça) está mais no campo da retórica do que na ação. Seria muito prematuro e muito fora de propósito os Estados Unidos realizarem uma intervenção militar dentro da Venezuela. A questão da Venezuela tem que ser resolvida pelos venezuelanos”, comentou.

Por que é importante

O fechamento da fronteira dificulta a entrada de ajuda humanitária e aumenta o temor de um possível conflito

Quem ganha

O autoritarismo. Maduro fica cada vez mais isolado no continente

Quem perde

A população venezuelana, que sofre com a situação caótica no país

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.