PATROCINADORES

Moro quebra sigilo de delação de Palocci

O juiz Sergio Moro, da Operação Lava Jato, quebrou o sigilo da delação premiada do ex-ministro Antonio Palocci, que está preso desde 2016. O acordo de delação de Palocci com a Polícia Federal detalha esquemas de corrupção na Petrobras ocorridos durante o governo do ex-presidente Lula. Segundo Palocci, numa reunião no Palácio do Planalto, em 2010, com Lula e a ex-presidente Dilma Rousseff presentes, o ex-ministro comunicou o pagamento de R$ 40 milhões em propina para a campanha da petista à Presidência da República, que seria eleita no ano seguinte. As empresas envolvidas no esquema são OAS, Odebrecht, Andrade Gutierrez e Camargo Corrêa.

Por que é importante

A delação premiada de Antonio Palocci tem potencial explosivo por ele ter sido uma das pessoas mais próximas do ex-presidente Lula e ser o interlocutor do governo com os empresários e o mercado financeiro

Quem ganha

Palocci, que fez delação premiada para ter sua pena reduzida, embora tenha que pagar multa de R$ 35 milhões

Quem perde

Lula, Dilma, que está em campanha por uma vaga no Senado pelo estado de Minas Gerais, e o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, que concorre à Presidência da República

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.