Pesquisar
PATROCINADORES
PATROCINADORES

Moraes, o comunista jocoso

Não é verdade que o ministro Alexandre de Moraes admitiu ser comunista ou que o Supremo Tribunal Federal (STF) seja de orientação socialista. As alegações surgiram a partir de peças de desinformação que tiraram de contexto uma brincadeira feita pelo magistrado durante um julgamento em junho deste ano. Na ocasião, Moraes ironizava acusações de que seria comunista.

Publicações com esse conteúdo enganoso acumulavam centenas de compartilhamentos no Facebook e 1,1 mil curtidas no Instagram até a tarde desta quarta-feira (19).



Contexto da brincadeira

A afirmação de Moraes foi uma resposta aos posicionamentos dos ministros Luís Roberto Barroso e Flávio Dino. Durante o julgamento, Barroso sugeriu que a remuneração anual mínima dos depósitos do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS) deveria corresponder ao rendimento da caderneta de poupança, tese que ele já havia defendido anteriormente.

Flávio Dino discordou, afirmando que as regras de captação e remuneração do fundo público deveriam ser respeitadas e brincou que Barroso estava propondo algo “bem socialista”. Barroso rebateu que a tributação não é socialismo, mas uma necessidade.

Em seguida, Moraes tomou a palavra, ironizando a situação: “Aproveitando até, ministro Fachin, esse momento socialista do plenário: Eu, depois de muito tempo sendo chamado como único comunista desta Suprema Corte, hoje me sinto reconfortado aqui com o ‘momento socialista’”. O comentário gerou risadas dos colegas, evidenciando o tom jocoso da declaração.

Confira o momento:

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.

[monica]
Pesquisar

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.