Document
PATROCINADORES

Miranda lança a moda da lacração evasiva

No passado, muitos políticos eram conhecidos por suas respostas evasivas, que pouco tinham a ver com o teor das perguntas feitas. Um dos mestres nessa arte era o governador Paulo Maluf e o estilo foi imortalizado na televisão pelo personagem Rolando Lero. Recentemente, porém, o advento das redes sociais criou outro fenômeno – o do político lacrador, sempre com uma resposta na ponta da língua para sacudir o ambiente e criar engajamento nas redes sociais.

Ontem, o deputado Luís Miranda (foto) lançou uma moda nova – a lacração evasiva. Seu irmão, funcionário público do Ministério da Saúde, foi quem depôs ao Ministério Público sobre supostas irregularidades na compra da vacina indiana Covaxin. Miranda disse à Folha de S. Paulo que tocou “para a frente a denúncia”. Perguntado sobre quem teria recebido a informação, saiu-se com essa: “Se eu responder para você, cai a República”.

A lacração que vai do nada ao lugar nenhum lembra a frase dita pelo personagem Nathan Jessep, vivido por Jack Nicholson do filme “Questão de Honra”: “You can’t handle the truth (“Você não aguenta a verdade”)”. Trata-se de uma frase de efeito que valoriza o passe de quem a disse, mas nada revela de concreto, levantando dúvidas desnecessárias.

O deputado seguramente será chamado à CPI e terá de abrir o jogo. Ou seja, praticamente pediu para ser convocado e ganhar notoriedade, levantando suspeitas de forma leviana. Se a informação é grave, não há atenuantes: o parlamentar não pode soltar uma bomba dessas e achar que tem o direito de ficar quieto.

ATUALIZAÇÃO: o deputado declarou ao site Antagonista que encaminhou as denúncias sobre a Covaxin ao presidente Jair Bolsonaro.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.