PATROCINADORES

Ministério do Trabalho fica sem comando após ação da PF

O afastamento de Helton Yomura do cargo nesta quinta-feira (5) deixou o Ministério do Trabalho sem comando direto imediato. Segundo o Estadão, o posto de secretário executivo também está vazio. Leonardo Arantes, ex-número 2 da pasta, teve a prisão preventiva decretada há um mês. O presidente Michel Temer (MDB) ainda não anunciou os substitutos.

Por que é importante

Helton Yomura foi afastado do cargo por determinação do ministro Edson Fachin, do STF, no âmbito da Operação Registro Espúrio. Ele é um dos alvos da investigação da Polícia Federal sobre um esquema de fraudes na concessão de registros sindicais no Ministério do Trabalho

Quem ganha

A Polícia Federal e a Procuradoria-Geral da República, que pediram o afastamento de Yomura

Quem perde

O apadrinhamento político, que precariza o serviço público e abre portas para a corrupção

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − nove =

Pergunte para a

Mônica.