PATROCINADORES

“MDB será independente no próximo governo”, diz Romero Jucá

O presidente nacional do MDB, o senador Romero Jucá (RR), anunciou nesta quinta-feira (11) que o partido não irá apoiar nem Jair Bolsonaro (PSL) nem Fernando Haddad (PT) no segundo turno da disputa presidencial. “O MDB irá tomar uma posição de neutralidade em relação ao segundo turno nas eleições presidenciais. Vamos tomar uma decisão de liberar os estados. O MDB será um partido independente no próximo governo. Vamos apoiar o que for bom para o Brasil e não apoiar o que não for bom”, garantiu Jucá. A legenda teve Henrique Meirelles como candidato. Ele terminou o pleito com cerca de 1,28 milhão de votos (1,20% dos votos válidos).

Por que é importante

O MDB foi ou esteve presente na base aliada de praticamente todos os governos desde o processo de redemocratização do país. Romero Jucá, por exemplo, integrou os governos de FHC, Lula e Dilma

Quem ganha

A posição do partido beneficia os diretórios nos estados, que poderão escolher quem apoiar conforme o melhor interesse

Quem perde

O MDB no Congresso, que não está acostumado a ser oposição

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − treze =

Pergunte para a

Mônica.