Document
PATROCINADORES

“Mais uma que Bolsonaro ganha”, diz presidente depois de paralisação de testes

Ao comentar uma publicação no Facebook, o presidente Jair Bolsonaro repercutiu a decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de interromper temporariamente os estudos clínicos com a CoronaVac após a ocorrência de um “evento adverso grave”. A vacina contra o novo coronavírus, desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac Biotech, tem sido produzida no Brasil em parceria com o Instituto Butantan. Bolsonaro aproveitou o fato para retomar o embate com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que tem capitaneado a iniciativa. “Morte, invalidez, anomalia. Esta é a vacina que o Doria queria obrigar a todos os paulistanos tomá-la”, escreveu Bolsonaro ao ser questionado por um seguidor se o governo poderia comprar o imunizante. “O presidente disse que a vacina jamais poderia ser obrigatória. Mais uma que Jair Bolsonaro ganha”, completou.

Por que é importante

A declaração de Bolsonaro levanta dúvidas sobre um possível uso político da Anvisa

Quem ganha

A insensatez, em um momento em que o mundo aguarda o lançamento de uma vacina

Quem perde

A prudência, para tratar o assunto com equilíbrio e responsabilidade

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.