PATROCINADORES

Maia diz que Petrobras deve manter política de preços

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), disse que Pedro Parente tinha “credibilidade” e que a saída dele do comando da Petrobras não deve trazer mudanças na política de preços da empresa. “Não deve haver mudança e sim o governo usar os impostos regulatórios para compensar o aumento no preço da petróleo”, afirmou Maia em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo.

Por que é importante

Maia é pré-candidato do DEM à presidência e tenta se tornar um nome viável do centro na corrida eleitoral

Quem ganha

Ninguém

Quem perde

Maia, que se mostra contraditório. No início das paralisações dos caminhoneiros, ele havia defendido que a política de preços de combustíveis da Petrobras precisava passar por ajustes para evitar aumentos diários e sucessivos em períodos de alta acentuada do petróleo

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × quatro =

Pergunte para a

Mônica.