PATROCINADORES

Maia cobra melhor planejamento do governo para enfrentar coronavírus

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), considerou estranha a Medida Provisória editada pelo presidente Jair Bolsonaro que permite a suspensão do contrato de trabalho por quatro meses.

“Mandaram uma medida provisória capenga. Em algum momento da burocracia tiraram parte da MP, porque o que discutimos nos últimos dias diverge do que está publicado”, disse em um debate virtual realizado pelo BTG Pactual.

Maia se referiu a uma solução solução que vinha sendo acordada com a equipe econômica para preservar os salários dos trabalhadores durante a crise provocada pela pandemia do coronavírus.

“Precisamos definir rapidamente com a equipe econômica uma outra medida para solucionar a manutenção do emprego, porque como está gera pânico na sociedade, cria uma crise desnecessária”, acrescentou.

O presidente da Câmara sugeriu ainda que o governo apresente um plano mais amplo para enfrentar o cenário, já que, na avaliação dele, alguns anúncios pontuais podem causar confusão.

“É preciso um planejamento melhor dessas medidas para que a gente tenha noção do esforço que o governo quer fazer”, observou.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.