Document
PATROCINADORES

Lira diz que todos os pedidos de impeachment que analisou são improcedentes

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), criticou a pressão da oposição para que decida sobre os pedidos de impeachment protocolados contra o presidente Jair Bolsonaro. A resposta de Lira veio após a cobrança do deputado Henrique Fontana (PT-RS) sobre uma fala sua de que 95% das solicitações eram improcedentes – abrindo margem para especulações. “Não cabe a esta Casa, neste momento, instabilizar uma situação por uma conveniência política de A ou de B. O tempo é o da Constituição na conveniência e na oportunidade. Os pedidos de impeachment em 100% – não 95% –, 100% dos que eu já analisei são inúteis para o que entraram e para o que solicitaram”, afirmou. Lira lembrou também que o ex-presidente da Casa Rodrigo Maia (DEM-RJ) passou dois anos no posto sem se manifestar sobre os mais de 60 pedidos de impeachment recebidos.

Por que é importante

Arthur Lira sinaliza que somente uma mudança brusca na relação com o Palácio do Planalto poderá influenciar o avanço de um eventual processo de impeachment

Quem ganha

O presidente Jair Bolsonaro, que segue blindado contra a iniciativa na Câmara

Quem perde

A oposição, que tentou pegar carona em uma fala imprecisa para pressionar o chefe da Casa

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.