Document
PATROCINADORES

Joesley diz que pagava R$ 50 mil por mês a Aécio

O empresário Joesley Batista, dono da JBS, afirmou à Procuradoria-Geral da República que pagava mesada de R$ 50 mil para o senador Aécio Neves (PSDB-MG). De acordo com a Folha de S. Paulo, o repasse teria sido feito ao longo de dois anos, por meio de uma rádio da qual o tucano era sócio, e seria para custeio mensal de despesas do político. A acusação consta de complemento da delação premiada entregue pelo empresário à PGR. Ao jornal, a defesa de Aécio refutou a declaração e acrescentou que Joesley se aproveita de uma “relação comercial lícita” para “forjar mais uma falsa acusação”.

Por que é importante

Aécio Neves virou réu por corrupção passiva e obstrução de Justiça com base na delação da JBS. Ele foi gravado pedindo R$ 2 milhões a Joesley Batista

Quem ganha

A PGR. O empresário entregou aos procuradores 16 notas fiscais emitidas entre 2015 e 2017 que podem embasar o inquérito

Quem perde

O senador tucano. O avanço da investigação pode impactar na sua candidatura à reeleição

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.