Document
PATROCINADORES

Haddad vê crime eleitoral em visita de Bolsonaro ao Bope

A campanha de Fernando Haddad (PT) pediu na última terça-feira (16) que o Ministério Público Eleitoral (MPE) investigue a visita que Jair Bolsonaro (PSL), seu concorrente na corrida presidencial, fez ao Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) da PM do Rio, na segunda (15). Os advogados do petista afirmam que a visita foi irregular, uma vez que a lei proíbe a realização de atos de campanha em prédios públicos. Caso a Procuradoria-Geral Eleitoral entenda que o candidato pelo PSL cometeu alguma infração, ela pode pedir que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) abra uma ação.

Por que é importante

Capitão reformado e líder nas pesquisas de intenção de voto para o segundo turno, Bolsonaro é apoiado por setores ligados à segurança pública

Quem ganha

Bolsonaro, que fortalece sua imagem de “candidato da segurança” ao ter a imagem associada a um dos batalhões mais famosos do Brasil

Quem perde

Os que defendem maior separação entre as forças de segurança e a política

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.