PATROCINADORES

Governo paulista se prepara para o ápice da pandemia

Em entrevista à rede CNN, na tarde desta terça-feira (24), o governador de São Paulo, João Doria, afirmou que o pior período da pandemia no Brasil se aproxima. O estado é o mais atingido do país, com 745 dos 1.980 casos confirmados e 30 das 34 vítimas fatais. Diante da urgência, mais 900 leitos de UTI são preparados em um prédio do Hospital das Clínicas para atender os infectados em estado grave, a partir da próxima sexta-feira (27). Um hospital de campanha com mais 1,2 mil leitos foi montado no Estádio do Pacaembu para cuidar dos casos menos graves quando a capacidade da rede hospitalar tiver chegado ao limite. “Queremos evitar o colapso do sistema de saúde”, disse o governador.

Aos jornalistas, Doria afirmou que ainda não há expectativa para a redução na curva de disseminação do covid-19 e nem uma estimativa de vítimas fatais. Algo que deve acontecer ao longo do mês de abril, se tudo der certo.

“Temos que evitar o pânico”, disse.

Mais de uma vez Doria afirmou que o desafio é equilibrar os impactos à saúde pública e os riscos de paralisação econômica, já que ambos podem causar vítima fatais. No caso da economia, pelo desabastecimento, com falta de remédios e assistência. Além da penúria das famílias.

A realização de uma reunião eletrônica do presidente Jair Bolsonaro com os governadores foi elogiada. Desde o final da semana passada, Doria e Bolsonaro trocaram farpas em declarações públicas. Bolsonaro afirmou que Doria e outros governadores eram “irresponsáveis”, já que limitaram as atividades comerciais. Já o governador paulista disse que “esperava mais do presidente”. Agora, com os ânimos aparentemente amainados e as posições de cada um devidamente marcadas, Doria elogiou os ministros mais envolvidos no combate à pandemia e se mostrou aberto ao diálogo.

Pouco antes, no início da tarde, o governador solicitou a Aneel, a Agência Nacional de Energia Elétrica, a isenção do pagamento da conta de luz à população mais pobre, assim como a interrupção da programação de cortes no fornecimento domiciliar. A agência deve avaliar o pedido na tarde desta terça-feira.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.