PATROCINADORES

Gleisi Hoffmann contava com apoio natural ao PT

O candidato Fernando Haddad (PT) não conseguiu até o momento viabilizar uma frente ampla para derrotar Jair Bolsonaro (PSL) na eleição presidencial. A campanha do petista virou alvo inclusive de críticas de membros da esquerda, como o senador eleito Cid Gomes (PDT-CE). O cenário fez a presidente da legenda, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) desabafar. No Twitter, Gleisi afirmou que apoiaria qualquer adversário contra Bolsonaro se o PT não estivesse no segundo turno. “Esperávamos que isso fosse um movimento natural e estou vendo que não é. Adiante, a história avaliará a todos nós”, publicou no Twitter.

Por que é importante

O PT vê Bolsonaro abrir distância nas pesquisas enquanto não consegue angariar apoios relevantes

Quem ganha

O candidato do PSL, que aproveita a confusão no ninho petista

Quem perde

Haddad, que está isolado politicamente

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + 8 =

Pergunte para a

Mônica.