Document
PATROCINADORES

Gilmar manda soltar Paulo Preto

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes mandou soltar da prisão Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto e apontado pela Lava Jato como operador do PSDB. O ex-diretor da Dersa está preso preventivamente desde o dia 6 de abril, após ação da Polícia Federal a pedido da força-tarefa do Ministério Público Federal em São Paulo. Na decisão, o ministro afirmou que ele não pode ficar preso porque foi submetido a constrangimento ilegal.

Por que é importante

Paulo Preto é suspeito de receber R$ 173 milhões de propina em obras nos governos dos tucanos José Serra, Alberto Goldman e Geraldo Alckmin, entre 2009 e 2011.

Quem ganha

Os tucanos, que temem que o ex-diretor da Dersa feche uma deleção premiada

Quem perde

Os adversários de Alckmin na eleição presidencial de outubro

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.