Document
PATROCINADORES

Gilmar Mendes manda soltar executivo da GE

O ministro Gilmar Mendes, do STF, mandou soltar três investigados na Operação Ressonância, um dos desdobramentos da Lava Jato no Rio de Janeiro. Entre eles está Daurio Speranzini Júnior, principal executivo da GE para a América Latina. O empresário Miguel Iskin, da empresa Oscar Iskin, e seu sócio, Gustavo Stellita, também foram beneficiados.

Por que é importante

Todos são investigados pela participação em um esquema de fraudes em licitações na Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro, entre os anos de 1996 e 2017

Quem ganha

Os executivos, que estavam presos desde 4 de julho

Quem perde

O juiz Marcelo Bretas, que determinou as prisões e vê novamente Gilmar Mendes soltar os investigados

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.