PATROCINADORES

FMI: recuperação dependerá de como a pandemia será contida

O Fundo Monetário Internacional (FMI) estima que o ritmo de recuperação dependerá fortemente da maneira com que a pandemia de covid-19 é enfrentada no momento. Nesta terça-feira (31), a diretora-gerente, Kristalina Georgieva, em teleconferência com ministros de finanças e presidentes dos bancos centrais dos países do G20, afirmou que a situação é igual e pode ficar pior que a crise financeira global de 2008.

Georgieva também estimou que em 2021 a situação deve melhorar, caso os governos tratem a pandemia com a devida seriedade e capacidade de reação às mudanças de panorama: “Uma recuperação no próximo ano depende de como conseguiremos conter o vírus e reduzir o nível de incerteza.”

Os analistas do Fundo dão como positivas as ações intervencionistas dos governos para proteger as pessoas e as economias. O resultado quase imediato foi a redução da volatilidade nos principais mercados financeiros. A entidade se mostrou favorável ao plano do G20 para fortalecer os sistemas de saúde pública e estabilizar as economias de seus integrantes.

De sua parte, o FMI modificou as regras do Fundo de Contenção e Alívio de Catástrofes, permitindo aos países mais pobres combater o coronavírus em vez de pagar suas dívidas.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.