Document
PATROCINADORES

Flávio Bolsonaro é denunciado no caso das rachadinhas

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) denunciou o senador Flávio Bolsonaro, o ex-assessor Fabrício Queiroz e mais 15 pessoas pelos crimes de organização criminosa, peculato, lavagem de dinheiro e apropriação indébita no caso das rachadinhas quando o parlamentar ainda era deputado estadual. O MP-RJ apontou o filho do presidente Jair Bolsonaro como líder da organização criminosa e Queiroz como o operador do esquema de corrupção que funcionava no antigo gabinete de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). A investigação foi iniciada em julho de 2018 a partir de um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) que identificou a movimentação atípica de R$ 1,2 milhão na conta de Queiroz. Segundo a apuração, os assessores eram nomeados e tinham que devolver a maior parte de seus salários para Queiroz. O dinheiro era então lavado e retornava para Flávio.

Por que é importante

A denúncia do Ministério Público traz novamente o caso à tona e contribui para minar o discurso anticorrupção do presidente Jair Bolsonaro

Quem ganha

Os opositores de Bolsonaro, que irão explorar os fatos mais uma vez

Quem perde

Flávio Bolsonaro principalmente, que pode virar réu no caso

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.