Document
PATROCINADORES

“Finalmente o PT parou com a enganação”, diz Alckmin

O candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, passou a adotar uma postura mais ofensiva contra o PT. No Twitter, o tucano comentou sobre a confirmação de Fernando Haddad como substituto de Lula na corrida presidencial. “Finalmente o PT parou com a enganação. Todo sabiam que Lula não ia ser candidato, mas ficaram escondendo Haddad. Agora ele vai ter que se apresentar como candidato e explicar os 13 milhões de desempregados. O sofrimento da população não começou agora, é uma herança do PT”, publicou. Alckmin abordou ainda a relação dos outros candidatos com o ex-presidente, que está preso em Curitiba. “Temos nessa eleição os adoradores do PT e do Lula. Ciro foi ministro de Lula, apoiou até a Dilma. Meirelles se vangloria de ter sido presidente do BC do PT. E Marina foi por mais de 20 anos do PT. Agora, Haddad. É inacreditável lançarem uma candidatura na porta da penitenciária”, acrescentou. Na postagem do tucano, sobrou até para Jair Bolsonaro (PSL). “Nós precisamos ver quem pode vencer PT, para o país não voltar a andar para trás. Basta ver a simulação de segundo turno para perceber que o Bolsonaro é um passaporte para a volta do PT. Você vota num, elege o outro”, completou.

Por que é importante

As últimas pesquisas mostram Ciro, Marina, Alckmin e Haddad embolados por uma vaga no segundo turno

Quem ganha

A ala do PSDB que defende que o PT deve ser o alvo de Alckmin

Quem perde

A discussão de propostas, que fica em segundo plano

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.