PATROCINADORES

Filho e enteado de ministro teriam sido favorecidos em negócio

Investigações internas da Caixa apontam um suposto favorecimento a parentes do ministro da Saúde, Gilberto Occhi, quando ele ainda era presidente do banco. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, Occhi liberou verba da Caixa que foi usada na compra de uma casa lotérica vendida por seu filho e seu enteado. O recurso teria sido transferido a uma prefeitura de Alagoas e, por meio de um triangulação com um fornecedor, destinado à conta da lotérica negociada, detalhou o jornal.

Por que é importante

A Caixa contratou uma auditoria para apurar denúncias de irregularidades citadas na Operação Lava Jato

Quem ganha

Os parentes do ministro, que conseguiram 100% de lucro na venda da lotérica

Quem perde

A transparência na utilização do dinheiro público

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × quatro =

Pergunte para a

Mônica.