PATROCINADORES

Fachin rejeita quebra de sigilo telefônico de Temer

O ministro Edson Fachin, do STF, negou nesta quinta-feira (7) a quebra de sigilo telefônico do presidente Michel Temer (MDB). O relator da Lava Jato no Supremo, no entanto, autorizou a medida para os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Minas e Energia).

Por que é importante

A Polícia Federal pediu a quebra do sigilo no inquérito que apura o suposto pagamento de propina pela Odebrecht ao MDB na campanha de 2014. O repasse teria sido combinado em um jantar no Palácio do Jaburu

Quem ganha

O presidente Temer

Quem perde

A PF, que busca esclarecer informações prestadas por delatores da Odebrecht

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 − 2 =

Pergunte para a

Mônica.