PATROCINADORES

Fachin nega pedido de Lula para suspender julgamento no TRF-4

O ministro Edson Fachin, do STF, rejeitou na segunda-feira (25) um pedido da defesa do ex-presidente Lula para suspender o julgamento do recurso contra a condenação dele no caso do sítio de Atibaia (SP). A análise da ação no Tribunal Regional da Quarta Região (TRF-4) foi mantida para esta quarta-feira (27). Os advogados do petista reclamaram da celeridade com que o recurso foi liberado para apreciação no tribunal. Ao barrar o pedido de adiamento, Fachin considerou que não poderia ser decidido pelo Supremo antes de ser analisado definitivamente pelas instâncias inferiores, como o STJ. Além da apelação dos advogados contra a condenação de Lula, os desembargadores do TRF-4 vão analisar antes se o caso deve voltar para as alegações finais na primeira instância. A discussão ocorrerá por conta a decisão do STF que definiu que réus delatados devem apresentar suas defesas depois dos réus delatores.

Por que é importante

Lula foi condenado em primeira instância a 12 anos e 11 meses de prisão por corrupção passiva, corrupção ativa e lavagem de dinheiro no caso do sítio do Atibaia

Quem ganha

A tendência é que o TRF-4 decida pela anulação da sentença do petista e devolva a ação para as alegações finais na primeira instância

Quem perde

A força-tarefa da Operação Lava-Jato, que defende a manutenção da condenação contra o ex-presidente

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.