Document
PATROCINADORES

Esplanada tem esquema de segurança no 7 de setembro

Esplanada dos Ministérios conta com reforço no policiamento durante as manifestações deste Feriado da Indepência (7). A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) faz linhas de revistas pessoais e bloqueios nas principais vias da Esplanada e proximidades da Torre de TV. Também há bloqueio do trânsito em vários pontos da região central da capital federal.

Segundo o Governo do Distrito Federal (GDF), está proibido acessar as áreas em que serão realizadas as manifestações portando objetos pontiagudos, garrafas de vidro, hastes de bandeiras e outros materiais que coloquem em risco a segurança de manifestantes e população. Também fica restrita a utilização de drones sem autorização no espaço aéreo da Esplanada.

Os eventos são monitorados pelo Centro Integrado de Operações de Brasília (Ciob), com apoio de equipes em campo. O centro reúne 29 órgãos, instituições e agências do GDF voltadas para segurança, mobilidade, saúde, prestação de serviço público e fiscalização.

Espaços para manifestações

Haverá dois espaços para as manifestações. Os locais foram definidos juntamente com os organizadores, que se reuniram no Ciob com representantes das forças de segurança, órgãos federais e do GDF envolvidos.

  • Pró-Bolsonaro: os manifestantes ficam na Esplanada dos Ministérios. Treze grupos foram cadastrados pelo Núcleo de Atividades Especiais (Nucae), da Secretaria de Segurança do DF. O ponto de encontro é na Biblioteca Nacional. De lá, seguem pela Esplanada até a Avenida José Sarney, na ligação entre as vias S1 e N1. Os monumentos e prédios públicos estão fechados com gradil e resguardados por policiais;
  • Oposição: os manifestantes se concentram no estacionamento da Torre de TV, a partir das 8h, ao lado da Praça das Fontes. De lá, seguem em caminhada, a partir das 10h, até o Memorial dos Povos Indígenas. A PMDF faz a segurança do perímetro e acompanhará todo o trajeto.

Trânsito

  • A partir da 0h de terça-feira (7), está proibido o trânsito de veículos na Esplanada dos Ministérios. O bloqueio é entre a alça leste da Rodoviária do Plano Piloto e o 1º Grupamento de Bombeiro Militar, próximo à L4 Norte. A PMDF, com apoio do Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF), coordena o bloqueio de vias e controle de trânsito na região central;
  • Os ônibus das comitivas, assim como motocicletas e cavalos – como previsto pelos organizadores – devem ser deixados no estacionamento da Praça da Cidadania, localizada ao lado do Teatro Nacional. Policiais militares e agentes do Detran estão nas vias W3 Norte (N2 e N3) e W3 Sul (S2 e S3) para controle e maior fluidez no trânsito;
  • Os demais manifestantes podem utilizar os estacionamentos da Rodoviária do Plano Piloto (parte superior) e dos setores de Autarquia, Bancário e Comercial. Os condutores devem estacionar somente em locais permitidos, pois há fiscalização por parte dos órgãos de trânsito;
  • A partir das 6h, não é possível transitar com veículos da altura da W3 até a Funarte, no Eixo Monumental – nas vias N1 e S1. O trecho é destinado para os manifestantes com orientação contrária ao governo;
  • Os locais indicados para estacionamento daqueles que seguirem para se manifestar nesta área é o Setor Hoteleiro Norte, Palácio do Buriti e Tribunal de Contas do Distrito Federal e Territórios (TJDFT). O GDF ressalta que o estacionamento do Estádio Nacional Mané Garrincha é privativo;
  • A reabertura das vias será feita após o fim das manifestações e dispersão do público, mediante avaliação de cenário por parte das autoridades de trânsito.

Revistas

Há linhas de revista próximas à Catedral (Buraco do Tatuí), nas escadarias de acesso aos ministérios – que devem ser abertas de forma intercalada -, nas proximidades da via W3 e das vias S1 e N1, nas proximidades do setor hoteleiro Norte e Sul. Os policiais fazem revistas pessoais em toda extensão do Eixo Monumental.

Itens proibidos

  • Fogos de artifício e similares
  • Armas em geral
  • Apontador a laser ou similares
  • Artefatos explosivos
  • Sprays e aerossóis
  • Mastros confeccionados com qualquer tipo de material para sustentar, ou não, bandeiras, cartazes etc
  • Fogões e similares que utilizem gás e/ou eletricidade
  • Garrafas de vidro e latas
  • Armas de brinquedo, réplicas, simulacros e quaisquer itens que possuam aparência de arma de fogo
  • Drogas ilícitas, conforme a legislação brasileira
  • Substâncias inflamáveis de qualquer tamanho ou tipo
  • Armas brancas ou qualquer objeto que possa causar ferimentos, mesmo que representem utensílios de trabalho ou cultural (a exemplo: tesouras, martelos, flechas, tacos, tacape, brocas).

(com Agência Brasil)

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.