PATROCINADORES

Em jantar, Bolsonaro reitera críticas ao isolamento social e diz a empresários que país poderia estar pior sem ele

No jantar que teve com empresários na noite de quarta-feira (7), o presidente Jair Bolsonaro manteve seu posicionamento sobre as medidas de isolamento social mais rígidas para conter a pandemia do novo coronavírus, mesmo com o agravamento do cenário. Segundo o jornal Valor Econômico, Bolsonaro criticou as restrições determinadas por governadores e prefeitos e defendeu que igrejas e templos permaneçam abertos ao público. No discurso, o presidente disse aos empresários que é preciso “olhar o lado bom do país” e que “os investidores estão acreditando no Brasil”. “Basta olhar o leilão dos aeroportos”, afirmou se referindo à concessão de 22 terminais aéreos realizada horas antes. Para resgatar a confiança dos presentes no encontro, Bolsonaro apostou no antipetismo e sugeriu que o país poderia estar pior caso o eleito em 2018 fosse Fernando Haddad. “Imagina se o Haddad tivesse ganhado a eleição?”, questionou. “O Brasil teria afundado. Se os atuais presidenciáveis tivessem no meu lugar, tinha virado o caos social.”

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − 4 =

Pergunte para a

Mônica.