PATROCINADORES

Eduardo ainda não tem maioria no Senado para assumir embaixada

Se quiser assumir a embaixada brasileira em Washington, nos Estados Unidos, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) vai precisar reforçar a articulação no Senado. Conforme levantamento do jornal O Estado de S. Paulo, o filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL) não teria votos suficientes no plenário da Casa para ter a indicação confirmada. Hoje, apenas 15 senadores dizem que pretendem votar a favor de Eduardo. Outros 30 devem se manifestar contra e 35 ainda se colocam como indecisos. O deputado precisa de 41 votos.

Por que é importante

O levantamento mostra que a intenção do presidente Jair Bolsonaro de nomear o filho para umas das principais representações diplomáticas do país no exterior ainda enfrenta resistência dos senadores

Quem ganha

O corpo técnico do Itamaraty, que defende um diplomata de carreira no cargo

Quem perde

O governo, que passaria por um constrangimento

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários