Document
PATROCINADORES

Diplomatas brasileiros na Venezuela não vão mais ouvir Maduro

Reportagem do Estadão publicada nesta quinta-feira (24) revela que o Ministério das Relações Exteriores já orientou os diplomatas brasileiros em Caracas (capital da Venezuela) a não manter contato com o governo de Nicolás Maduro, reconhecendo o líder da Assembleia Nacional, Juan Guaidó, como presidente interino do país. Segundo o jornal, o ministro Ernesto Araújo indicou que os embaixadores do Brasil não vão se retirar do país: “Eles ficam”, disse Araújo. Além do Brasil, países como Estados Unidos, Argentina, Colômbia e França já reconheceram Guaidó como chefe do Executivo venezuelano. O líder do Congresso fez um juramento na quarta (23) como presidente interino, mas Maduro ainda não deu sinais de que pretende renunciar. O ditador, inclusive, afirmou que não vai se render e tem intenção de “ir ao combate”.

Por que é importante

Juan Guaidó fez o juramento no mesmo dia em que uma grande manifestação popular contra Maduro tomou as ruas do país. Segundo as informações mais recentes, 16 pessoas teriam morrido durante os protestos, vítimas da repressão estatal

Quem ganha

Guaidó, que tem conseguido apoios relevantes na comunidade internacional

Quem perde

Maduro, cada vez mais isolado

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.