PATROCINADORES

Diferença entre Bolsonaro e Haddad diminui, indica FSB-BTG

Pesquisa FSB-BTG Pactual divulgada nesta segunda-feira (1) mostra que a diferença entre Jair Bolsonaro e Fernando Haddad caiu de 10 para 7 pontos percentuais. Na comparação com o levantamento anterior, o candidato do PSL oscilou negativamente dentro da margem de erro – de 33% para 31%. O petista passou de 23% para 24%.

Geraldo Alckmin (PSDB) ganhou 3 pontos percentuais e ultrapassou Ciro Gomes (PDT), que perdeu 1. O tucano subiu de 8% para 11% e o pedetista caiu de 10% para 9%.

Pela primeira vez, João Amoêdo aparece à frente de Marina Silva. O presidenciável do Novo tem 5% contra 4% da candidata da Rede. Henrique Meirelles (MDB) e Alvaro Dias (Podemos) têm 2%. Os demais candidatos, juntos, atingiram 1%. Brancos, nulos e indecisos somamaram 12%.

Nas simulações de segundo turno, Bolsonaro está numericamente à frente de Haddad, mas a diferença também caiu. Bolsonaro tinha 44% e agora tem 43%. Já Haddad subiu de 40% para 42%. Quando o adversário é Ciro, o pedetista leva vantagem (45% x 41%). O candidato do PSL também fica atrás de Alckmin na disputa(42% x 41%).

A pesquisa foi feita nos dias 29 e 30, por telefone, com 2.000 entrevistas em todo o país. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Por que é importante

A menos de uma semana da eleição, o levantamento mostra pouca alteração na corrida presidencial. Jair Bolsonaro e Fernando Haddad seguem consolidados nas duas primeiras posições

Quem ganha

Bolsonaro e Haddad, que devem se enfrentar no segundo turno

Quem perde

Os demais presidenciáveis, distantes do primeiro pelotão

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 + 13 =

Pergunte para a

Mônica.