PATROCINADORES

Delator acusa Serra de receber
R$ 52,4 milhões

O delator Pedro Novis, ex-presidente da Odebrecht de 2002 a 2008, apontou caixa 2 e propina de R$ 52,4 milhões ao senador José Serra (PSDB-SP) nas campanhas entre 2002 e 2012. O executivo elencou – em depoimento à Polícia Federal – como foram feitos os repasses ano a ano. Os pagamentos eram realizados em dinheiro vivo no Brasil e em contas bancárias em nome de terceiros, no exterior. Serra nega as acusações.

Por que é importante

José Serra é um dos políticos mais importantes do PSDB, tendo ocupado, entre outros cargos, a prefeitura de São Paulo (2005/2006) e o governo do estado (2007/2010)

Quem ganha

O PT e demais opositores do PSDB, além de filiados dentro da legenda que não são da base de Serra

Quem perde

O senador. Cotado como candidato ao governo de São Paulo, ele deve perder influência no partido

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.