PATROCINADORES

Delator acusa Serra de receber
R$ 52,4 milhões

O delator Pedro Novis, ex-presidente da Odebrecht de 2002 a 2008, apontou caixa 2 e propina de R$ 52,4 milhões ao senador José Serra (PSDB-SP) nas campanhas entre 2002 e 2012. O executivo elencou – em depoimento à Polícia Federal – como foram feitos os repasses ano a ano. Os pagamentos eram realizados em dinheiro vivo no Brasil e em contas bancárias em nome de terceiros, no exterior. Serra nega as acusações.

Por que é importante

José Serra é um dos políticos mais importantes do PSDB, tendo ocupado, entre outros cargos, a prefeitura de São Paulo (2005/2006) e o governo do estado (2007/2010)

Quem ganha

O PT e demais opositores do PSDB, além de filiados dentro da legenda que não são da base de Serra

Quem perde

O senador. Cotado como candidato ao governo de São Paulo, ele deve perder influência no partido

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × quatro =

Pergunte para a

Mônica.