Document
PATROCINADORES

Coalizão com 230 empresas e organizações lista ações para preservar Amazônia

Formada por 230 organizações e empresas, a Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura entregou ao governo federal seis propostas para deter o desmatamento que destrói a Amazônia. O documento foi encaminhado, nesta terça-feira (15), ao presidente Jair Bolsonaro, ao vice-presidente Hamilton Mourão e aos ministros da Agricultura, Meio Ambiente, Economia e Ciência e Tecnologia. A iniciativa é formada por organizações como a WWF Brasil, WRI Brasil, TNC e Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam) e por empresas, como JBS, Klabin, Marfrig, Danone, Natura, Unilever e Basf.

A primeira das seis propostas para reduzir o desmatamento é a intensificação da fiscalização, com punição pelos crimes ambientais. A segunda medida é a suspensão dos registros do Cadastro Ambiental Rural (CAR) em florestas públicas e a responsabilização por desmatamentos ilegais. A terceira ação cobra a destinação de 10 milhões de hectares à proteção e uso sustentável. A quarta proposta prevê que a oferta de financiamentos passe a adotar critérios socioambientais. A quinta pede transparência nas autorizações de supressão da vegetação nativa. A sexta quer a suspensão de todos os processos de regularização fundiária de imóveis desmatados após julho de 2008, até que as áreas estejam recuperadas.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.