PATROCINADORES

Câmara derruba afastamento de deputado denunciado por corrupção

O Plenário da Câmara reverteu na noite de quarta-feira (5) a determinação do ministro Celso de Mello, do STF, e rejeitou o afastamento do deputado federal Wilson Santiago (PTB-PB). A medida cautelar contra o parlamentar foi tomada em dezembro do ano passado no âmbito da operação Pés de Barro, que apura o superfaturamento em obras no interior da Paraíba. O político foi denunciado pela Procuradoria-Geral da República pelos crimes de corrupção passiva e organização criminosa por supostamente ter desviado recursos públicos. Ao decidir pelo afastamento, Celso de Mello considerou que o deputado poderia usar o mandato para cometer infrações legais, caso continuasse desimpedido para exercer sua função parlamentar. Com a posição da Câmara, Santiago pode voltar a atuar como deputado. Ele agora deverá ser investigado no Conselho de Ética da Casa.

Por que é importante

A avaliação dos deputados é que a decisão monocrática de Celso de Mello poderia abrir um precedente para o afastamento de outros parlamentares

Quem ganha

A Câmara, que mostrou soberania para derrubar uma determinação do STF. Além de Wilson Santiago, que retoma o mandato

Quem perde

A PF, a PGR e o STF, que consideravam o afastamento essencial para o avanço das investigações

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.