Pesquisar
PATROCINADORES
PATROCINADORES

Bolsonaro troca Nunes por Salles à prefeitura de SP

Apoio do ex-presidente ao deputado e ex-ministro seria uma forma de recompensá-lo ou exigir do atual prefeito um vice bolsonarista

Contrariando sua ala política na capital paulista, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) sinalizou nesta terça-feira (12) apoio à candidatura do deputado federal Ricardo Salles (PL) à prefeitura de São Paulo. Nesta pré-campanha eleitoral, tanto o ex-ministro do Meio Ambiente quanto o atual mandatário paulistano, Ricardo Nunes (MDB), buscam o endosso de Bolsonaro, que alternava sinais que apoiaria um candidato mais centrista, para logo depois demonstrar que preferências por uma chapa mais à direita.

A confirmação ocorreu na sede do PL, em Brasília, onde o ex-presidente declarou que seu apoio seria uma forma de recompensar Salles pelo trabalho realizado durante sua gestão.

“Muita gente gosta do Salles, eu também sou simpático a ele, foi meu ministro, fez um excelente trabalho lá no (ministério do) Meio Ambiente e seria uma oportunidade de recompensá-lo. São Paulo merece realmente um nome de uma pessoa que vá fazer pelo município, e não fazer por um partido”, declarou o ex-presidente.

O que não quer dizer que o afastamento de Nunes seja definitivo. Nos últimos meses, o prefeito intensificou suas investidas em busca do apoio de Bolsonaro para sua tentativa de reeleição. Articuladores de sua campanha defendem oferecer a vaga de vice direto a alguém alinhado com o ex-presidente – em vez de um acordo convencional com o PL. Ou seja, Nunes consideraria Bolsonaro mais que seu partido.

Nos bastidores, Salles tenta viabilizar o deputado federal Delegado Palumbo (MDB) como vice de sua chapa. Seria uma manobra para anular Nunes, colega de legenda de Palumbo. Nunes também estaria sujeito à perda de mandato por infidelidade partidária caso deixe a legenda sem justificativa válida ou com uma carta de anuência emitida pela direção do MDB.

A intenção aparente de Salles é disputar o cargo contra Guilherme Boulos (Psol), pré-candidato apoiado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Na disputa também estariam Tabata Amaral (PSB), que contará com a apoio do vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB) e do ex-governador Márcio França (PSB); Ricardo Nunes (MDB), que se aproximou do governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) e conta com a máquina pública e um arco de alianças com PP, Republicanos e PSD; Kim Kataguiri (União Brasil) e Marina Helena (Novo) também anunciaram a intenção de disputar. Se o apoio de Bolsonaro a Sales se consolidar, restaria a Nunes tentar uma aproximação incerta com Tabata.

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.

[monica]
Pesquisar

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.