Document
PATROCINADORES

Bolsonaro tenta acabar com o protesto que incentivou

O presidente Jair Bolsonaro deve participar de uma videoconferência com representantes dos caminhoneiros na manhã desta quinta-feira (9). Ele vai tentar desmobilizar o movimento que incentivou para pressionar o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Legislativo. Há uma boa razão para mudar de rumo. As ameaças autoritárias e protestos parecem não ter funcionado. O que ficou são os bloqueios em rodovias de 15 estados criando condições para desabastecimento e inflação. Para se livrar do problema, o presidente lançou na noite de quarta-feira (8) um áudio pedindo a liberação da circulação de cargas e veículos. Nas redes sociais, houve quem duvidasse da autenticidade da mensagem. A veracidade do áudio de Bolsonaro teve que ser confirmada em vídeo pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas.

Os principais estados com bloqueios são Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul e Maranhão. A Justiça Federal publicou na quarta-feira (8) duas decisões contra determinando a liberação de vias em Santa Catarina (imagem). 

Para o ministério da Infraestrutura, não haveria bloqueios na malha rodoviária federal, exceto no km 482 da BR-174, em Roraima, perto da fronteira com a Venezuela. Nesta manhã, a Polícia Rodoviária Federal anunciou que havia liberado pistas no km 75 da BR-101, em Campos dos Goytacazes (RJ), nos kms 417 e 421 da BR-116, em Feira de Santana (BA), kms 44 (MG) e 95 (GO) da BR-040, kms 204 e 306 da BR-101 (ES)

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.