Document
PATROCINADORES
PATROCINADORES

Bolsonaro mantém rejeição por causa da economia e perderia em segundo turno

A nova rodada da Pesquisa Genial Quaest divulgada nesta quarta-feira (12) mostra um quadro eleitoral praticamente mantido em relação ao levatamento de dezembro, porém com o público demonstrando preocupação cada vez maior com a pandemia e o aumento da inflação.

A avaliação do governo Bolsonaro se manteve negativa para 50% dos entrevistados. A leitura positiva oscilou de 21% para 22%. A percepção, entretanto, piorou para o público feminino, com 55% das respostas negativas, perante 50% em dezembro, enquanto os homens melhoraram sua avaliação, caindo de 49% para 44%.

De acordo com a pesquisa, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) segue na liderança das intenções de voto, com chances de vitória no primeiro turno, enquanto o presidente Jair Bolsonaro (PL) tem 23% dos votos e Sergio Moro (Podemos), 9%. O ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT), ficou com 5% e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), 3%. A senadora Simone Tebet (MDB), tem 1%. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD) e o empresário Felipe D’Ávila (Novo) não pontuaram.

Em todos os cenários de segundo turno, Lula vence todos os opositores. Contra Bolsonaro, o placar ficou em 54% contra 30%. Contra Moro, 50% a 30% e, diante de Ciro, 52% a 21%. Já Bolsonaro, além de perder para Lula, também seria derrotado por Moro e por Ciro pelos resultados de 30% a 36% e de 32% a 39%, respectivamente.

Nas respostas espontâneas de intenção de voto, o nível de indecisos ainda é elevado, com 52% em janiro, abaixo dos 54% registrados em dezembro. Enquanto isso, Lula registra aumento da preferência, passando de 23% para 27%, no mesmo período. Já Bolsonaro ficou praticamente estável, passando de 15% para 16%.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.