PATROCINADORES

Presidente diz que prefere Eduardo como líder para pacificar PSL

Em viagem ao Japão, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) reforçou que o filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), deve decidir nos próximos dias se quer ficar no Brasil ou ser indicado a embaixador em Washington, nos Estados Unidos. Perguntado sobre sua posição, Bolsonaro disse que prefere que o filho permaneça no país, na liderança do PSL na Câmara.

“No meu entender, o melhor é ele ficar lá, no Brasil, até para pacificar o partido ali e ver o que pode catar de caco”, afirmou.

Por que é importante

Ao cogitar o filho como embaixador, Bolsonaro apontou que queria aproveitar a boa relação com o presidente Donald Trump para estreitar os laços com os Estados Unidos

Quem ganha

Ala do Itamaraty que defende um funcionário de carreira para o cargo em Washington

Quem perde

A ala ideológica do governo, que insistia na indicação de Eduardo

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.