PATROCINADORES

Bolsonaro diz que Paulo Guedes segue firme no cargo

Na primeira entrevista após ser alvo de um atentado, o candidato Jair Bolsonaro (PSL) disse que Paulo Guedes segue firme como coordenador econômico de sua campanha. Ao jornal Folha de S. Paulo, o presidenciável defendeu Guedes da polêmica sobre propostas tributárias que o economista teria apresentado a investidores. Uma das medidas seria criar um novo imposto nos moldes da CPMF. “Isso é uma distorção. Ele apenas está estudando alternativas. Tudo terá de passar pelo meu crivo”, afirmou. “Olha, ele não tem experiência política. O cara dá uma palestra de uma hora, fala uma coisa por segundos e a imprensa cai de porrada nele”, completou Bolsonaro. Na entrevista de quatro minutos ao jornal, o candidato aproveitou para criticar a campanha de Geraldo Alckmin (PSDB) – que tem reforçado os ataques contra ele. “Vejo com muita tristeza o Geraldo Alckmin, uma pessoa em quem eu já votei. Ele pegou pesado. Eu não esperava isso dele, mas a verdade é que ele não é diferente do PT”, reclamou.

Por que é importante

Essa é a primeira entrevista concedida por Bolsonaro desde que foi ferido durante um ato de campanha. Antes, ele estava se manifestando apenas pelas redes sociais

Quem ganha

Bolsonaro. Ele sinalizou que deve ter alta antes do primeiro turno

Quem perde

Paulo Guedes, que desmarcou alguns compromissos após a polêmica

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.