Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Bolsonaro diz que considera indicar Aras para o STF

Aras

O presidente Jair Bolsonaro disse na noite de quinta-feira (28), em live no Facebook, que o procurador-geral da República, Augusto Aras, é um nome forte para ser indicado por ele a uma vaga no STF. Bolsonaro, no entanto, afirmou que seria necessário que fosse aberta uma terceira cadeira na Corte até o final de seu mandato. Com a aposentadoria compulsória dos ministros Celso de Mello e Marco Aurélio, o presidente vai poder fazer duas mudanças até 2022. “Tem uma vaga prevista para novembro, outra para o ano que vem. O senhor Augusto Aras, nessas duas vagas, deixo bem claro, não está previsto o nome dele. Eu costumo dizer que tenho três nomes – que não vou revelar – que eu namoro para indicar para o Supremo Tribunal Federal. Um vai ser evangélico. É um compromisso que eu tenho com a bancada evangélica”, comentou Bolsonaro. “Se aparecer uma terceira vaga – espero que ninguém ali desapareça – mas o Augusto Aras entra forte para essa vaga aí”, completou.

Por que é importante
Augusto Aras é o responsável pelo inquérito que apura a suposta interferência política do presidente Jair Bolsonaro no trabalho da Polícia Federal para proteger familiares e amigos
Quem ganha
Bolsonaro, que busca manter a boa relação com Aras para evitar uma denúncia
Quem perde
A atuação do PGR, que passa a ser questionada pela proximidade com o presidente