PATROCINADORES

Bolsonaro defende saída do Brasil de Pacto Global para Migração

O presidente Jair Bolsonaro utilizou as redes sociais, nesta quarta-feira (9), para comentar a saída do Brasil do Pacto Global para Migração da ONU, confirmada na terça (8). O texto publicado no Twitter afirma que o país “é soberano para decidir se aceita ou não migrantes”, e que os estrangeiros em solo brasileiro devem “cantar nosso hino e respeitar nossa cultura”. O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, havia afirmado em dezembro que o país deveria deixar o pacto, considerado “inadequado” para tratar a questão. O governo Bolsonaro acredita que o acordo viola a soberania dos países, que devem ser livres para estabelecer suas diretrizes em relação ao tema.

Por que é importante

Ratificado pela maioria dos países do mundo, o Pacto Global para Migração não impõe regras aos signatários, mas estabelece um entendimento sobre como a questão migratória deve ser tratada, buscando garantir os direitos individuais de pessoas que deixaram suas respectivas nações

Quem ganha

Ernesto Araújo, que pretende mudar os rumos da política externa brasileira

Quem perde

O ex-chanceler Aloysio Nunes, que defendeu a entrada do Brasil no pacto

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze − 7 =

Pergunte para a

Mônica.