Document
PATROCINADORES

Argentina fecha acordo para usar delações da Lava Jato

A Procuradoria-Geral da República (PGR) e o Ministério Público Fiscal da Argentina firmaram acordo para que informações e provas obtidas por meio de delações premiadas e acordos de leniência fechados no âmbito da Operação Lava Jato sejam aceitos pela Justiça do país vizinho. Autoridades argentinas investigavam ao menos 100 empresas por possível pagamento de propina – sendo a Odebrecht uma delas. A expectativa é que, de posse das informações e provas fornecidas pelo Brasil, será possível, pela primeira vez, acusar ex-funcionários da empreiteira envolvidos em irregularidades na Argentina.

Por que é importante

O acordo é um avanço na relação de cooperação jurídica internacional entre os dois países e um passo na luta contra a corrupção

Quem ganha

Os investigadores argentinos

Quem perde

Ex-funcionários da Odebrecht envolvidos em casos ilícitos

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.