Document
PATROCINADORES

Aliados querem recriar ministérios do Trabalho e da Indústria

A base aliada do governo cobra o seu quinhão com os pedidos de recriação dos ministérios do Trabalho e da Indústria. O primeiro está acomodado na Secretaria de Previdência e Trabalho, sob o guarda-chuva da pasta da Economia, de Paulo Guedes, enquanto o outro seria recriado nos moldes do antigo Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Ambos iriam para as mãos de políticos do Centrão. A Economia hoje reúne Fazenda, Previdência, Trabalho, Planejamento, Indústria e Comércio Exterior, além de estatais.

Como resultado, o ministro Paulo Guedes sofreria uma “desidratação”, perdendo parte de seu status de superministro no aspectos “de facto” e “de jure”. Todavia, conforme apurou o portal Estadão, Guedes segue respaldado.

A recriação do Ministério de Trabalho e Previdência, antecipada pelo site Poder360, e a recriação do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior estão em discussão com o presidente Jair Bolsonaro. entre os cogitados para as pasta ressuscitadas estão o vice-presidente da Câmara, Marcos Pereira (Republicanos-SP), para a Indústria e Comércio. Para o Trabalho, a vaga segue cogitada para a base aliada, mas sem um nome definido.

Por trás dessa movimentação estaria a eleição da presidência da Câmara dos Deputados. O Centrão teria como candidato o deputado Arthur Lira (PP-AL). Em sua campanha, Bolsonaro afirmou que seu governo teria, no máximo, 15 ministérios. Hoje são 23.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.