Document
PATROCINADORES

Aliado de Cunha vai comandar comissão sobre privatização da Eletrobras

A Câmara, em uma sessão tumultuada, instalou nesta terça-feira (13) a comissão especial que vai analisar o projeto de privatização da Eletrobras. O deputado Hugo Motta (MDB-PB), aliado do ex-presidente da Casa Eduardo Cunha, preso desde outubro de 2016, foi eleito presidente da comissão. A relatoria do projeto ficará por conta do deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA).

Por que é importante

O governo encaminhou o texto ao Congresso Nacional no fim de janeiro e trabalha com o mês de abril como data para votação. Pela proposta apresentada, a privatização ocorrerá por meio do lançamento de novas ações no mercado até que a quantidade transforme a União em acionista minoritária. O projeto também prevê que, para preservar interesses estratégicos nacionais, os novos acionistas serão proibidos de acumular mais de 10% do capital da empresa

Quem ganha

O governo espera obter com a venda da Eletrobras cerca de R$ 12 bilhões

Quem perde

A oposição criticou a instalação da comissão e prometeu ingressar com um mandado de segurança no STF para questionar o rito adotado

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.