Document
PATROCINADORES

A empresários, Alckmin volta a negar retorno de imposto sindical

Em evento com empresários nesta terça-feira (24) em São Paulo, o ex-governador e pré-candidato à Presidência da República pelo PSDB, Geraldo Alckmin, voltou a negar a volta da cobrança do imposto sindical, caso eleito presidente. “Não há hipótese alguma de voltar com esse imposto”, disse Alckmin, recebendo aplausos da plateia. A declaração do tucano vem após uma saia-justa envolvendo uma postagem em sua conta pessoal no Twitter na última sexta-feira (20) e líderes do Centrão, bloco de partidos que o apoiam, em troca de algumas mudanças na Reforma Trabalhista, aprovada em novembro de 2017 e que extinguiu o imposto sindical.

Por que é importante

Na semana passada, o ex-governador tucano publicou no Twitter: "Não há plano de trazer de volta a contribuição sindical". A declaração incomodou o partido Solidariedade, partido de Paulinho da Força, ligado às centrais sindicais

Quem ganha

O trabalhador, que não é mais obrigado a pagar o imposto sindical

Quem perde

Caso mantenha a proibição da cobrança do imposto, Alckmin poderá criar crise entre seu partido, o PSDB, e alguns partidos do Centrão, como o Solidariedade

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.