Pesquisar
PATROCINADORES
PATROCINADORES

Netflix estuda plano grátis com anúncios

Empresa cogita a criação de pacote aberto em grandes mercados como a Alemanha e o Japão

Depois de anunciar um reajuste de preço no Brasil no final de maio, a Netflix analisa aumentar seus tipos de assinatura, lançando um plano grátis com anúncios em alguns países da Europa e Ásia. A informação, revelada pela Bloomberg, revela que a empresa vem discutindo a criação desse pacote em grandes mercados como a Alemanha e o Japão.

Embora não seja uma novidade para o streaming, já que a Netflix chegou a experimentar um plano gratuito com anúncios no Quênia, mas acabou descontinuando o pacote no ano passado no país africano, a ideia dessa vez é testar a assinatura em mercados com redes populares de TV gratuitas. Ainda segundo as fontes da Bloomberg, o novo plano, ao menos em um primeiro momento, não ficaria disponível nos Estados Unidos – assim como não há nenhuma menção a países da América Latina.

De acordo com informações reveladas pela empresa no relatório financeiro do primeiro trimestre de 2024, a Netflix superou as expectativas que possuía para o período e ganhou 9,33 milhões de novos clientes, localizados em sua maioria nos EUA e Canadá.

Embora as próprias pessoas familiarizadas com o plano deixem claro que até o momento apenas especulações sobre o pacote ocorreram, a mudança significaria um investimento da plataforma para aumentar o volume de assinantes.

Além disso, com o surgimento de mais um plano com anúncios – além da atual versão básica com propagandas, o serviço teria a possibilidade de aumentar a renda adquirida com publicidade, que vem se mostrando um novo horizonte a ser explorado pelas plataformas.

No Brasil, a Netflix possui atualmente três pacotes de assinatura: o premium (R$ 59,90/mês), o padrão (R$ 44,90/mês) e o padrão com anúncios (R$ 20,90/mês).

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.

[monica]
Pesquisar

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.