Document
PATROCINADORES

Microsoft vai fechar LinkedIn na China

A Microsoft encerrará as operações do LinkedIn na China quase sete anos após seu lançamento, substituindo a redes social por uma versão simplificada da plataforma que terá como foco apenas a busca e a oferta de empregos. Chamado de InJobs, o novo serviço substituto deve ser lançado ainda este ano e não incluirá feeds sociais e a capacidade de compartilhamento de postagens e artigos.

O LinkedIn é a única grande rede social norte-americana operando no país, onde o governo exige que tais plataformas sigam regras e regulamentos rígidos. Outro problema é a falta de engajamento e compartilhamento por parte dos usuários chineses, em comparação com o resto do mundo. “Estamos enfrentando um ambiente operacional significativamente mais desafiador e requisitos maiores de conformidade na China”, disse o LinkedIn em uma postagem do seu blog.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.