Document
PATROCINADORES

Itaú Unibanco escolhe Milton Maluhy Filho como novo presidente

Em comunicado aos acionistas e ao mercado, o Itaú Unibanco informou na quinta-feira (29) a escolha de Milton Maluhy Filho como novo presidente da instituição financeira. Funcionário do banco há 18 anos, Maluhy Filho vai substituir Candido Bracher, que completará a idade limite estatutária de 62 anos em dezembro. O processo de transição vai durar três meses e a efetivação da troca está programada para 2 de fevereiro de 2021. “A seleção do novo CEO foi cuidadosamente conduzida dentro da governança estabelecida para o Itaú Unibanco, num processo de meses, que permitiu uma avaliação criteriosa de vários profissionais capacitados. Ao longo de todo esse período pudemos constatar, uma vez mais, a grande quantidade de talentos em atividade no Itaú Unibanco, o que nos permitiu efetuar a escolha em um ambiente de múltiplas alternativas”, registrou o banco. “Milton tem 44 anos de idade e ingressou no Conglomerado Itaú Unibanco em janeiro de 2002. Ao longo de sua carreira, ocupou diversas funções, incluindo de Diretor Comercial, Diretor Executivo de Produtos, Mesas e Operações do Atacado, Diretor Executivo da Rede e de Cartões, CEO do Itaú Corpbanca Chile e Vice Presidente da área de Riscos e Finanças. Em todas estas posições sempre se destacou pela determinação na busca de resultados, pelo foco no interesse do cliente, pela capacidade de criar equipes produtivas e harmoniosas e pela grande identificação com a cultura da Companhia, o que o levou à posição de sócio do banco em 2011, aos 35 anos”, destacou. A companhia anunciou também que Candido Bracher retornará ao Conselho de Administração do banco em 2021. “Durante o período em que presidiu o Itaú Unibanco, Candido deixou sua marca em diversas frentes, especialmente no renovado foco no cliente, que já se consolidou através da organização e permanecerá como um eixo fundamental de nossa evolução. O Itaú Unibanco é muito grato pelo papel crucial que Candido desempenhou nesse período, não só para a Companhia, como também para o país, como demonstrado ao longo desses duros meses de pandemia. Uma postura exemplar nos negócios e na vida, de um grande banqueiro, que muito honrou a Companhia com sua liderança nos últimos 4 anos.”

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.