PATROCINADORES

Apple faz prognósticos negativos sobre efeitos do coronavírus

Os impactos do coronavírus na economia global seguem no radar dos investidores. A Apple informou nesta terça-feira (18) que seu faturamento trimestral poder cair até US$ 4 bilhões (de US$ 67 bilhões para US$ 63 bilhões) por problemas na oferta e na demanda do mercado chinês, responsável por 20% das vendas da companhia. As lojas físicas da Apple seguem fechadas no país e seu principal fornecedor, a Foxconn, ainda não retomou totalmente as atividades. Outra fabricante de smartphones, a chinesa Xiaomi já havia anunciado dificuldades para atingir suas metas trimestrais. A companhia aérea Singapore Airlines cancelou temporariamente a oferta de voos para Londres e Nova York, citando a baixa demanda. O banco HSBC, que tem na Ásia seu principal mercado, anunciou resultados ruins para 2019 e uma perspectiva negativa para 2020, com previsão de demissão de até 35 mil de seus mais de 200 mil funcionários. Além disso, a agência de classificação de risco Moody’s rebaixou a previsão de crescimento da China em 2020 de 5,8% para 5,2%, principalmente por quedas na indústria, comércio e turismo.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.