PATROCINADORES

“Esperar ‘mamãe Estado’ não é o caminho. O empresário precisa fazer sua parte”

Para Julian Thomas, CEO da empresa de logística Hamburg Süd Aliança, o momento econômico e político do Brasil não é dos melhores, mas isso não deve tirar o otimismo com o desenvolvimento do país. “Nós continuamos otimistas com o Brasil no médio prazo”, disse, em entrevista a MONEY REPORT. “Estamos no Brasil desde 1871 e já nos acostumamos com os altos e baixos do país.”


O otimismo não turva o senso crítico de Thomas, que é alemão e um dos grandes observadores das oportunidades e problemas do ambiente de negócios do Brasil. Para ele, o Brasil precisa fazer, de forma urgente, a reforma tributária. “Grande parte do ‘custo Brasil’ vem da burocracia tributária”, disse. “E isso leva à uma baixa produtividade.”Na entrevista, Thomas falou sobre os gargalos na infraestrutura, outro sorvedouro de produtividade, e sobre os investimentos em cabotagem, uma modalidade de transporte de cargas pela costa que cresce no país. “A cabotagem é indicada para qualquer empresa e se torna mais eficiente para distâncias acima de 1000 quilômetros.” 

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × cinco =

Pergunte para a

Mônica.