PATROCINADORES

Hackers atacam porto brasileiro e exigem resgate em bitcoin

Criminosos virtuais “sequestraram” no dia 28 de outubro o sistema de informática da Companhia Docas do Estado do Ceará (CDC), que administra o porto de Mucuripe, em Fortaleza. Segundo o UOL, os hackers exigem em troca um resgate em bitcoin para liberar o acesso. Enquanto isso, parte das operações do porto está sendo feita manualmente e de maneira improvisada, o que provoca lentidão na liberação das cargas. A Polícia Federal está no caso e investiga a origem do ataque. O pedido em bitcoin foi feito para evitar o rastreamento do dinheiro. O valor exigido pelos criminosos não foi informado. O terminal alvo do ataque faz parte do programa de privatização do governo federal e será o primeiro ser concedido à iniciativa privada

Por que é importante

Os ataques cibernéticos estão cada vez mais sofisticados e os pedidos de resgate em criptomoedas se tornaram comuns no Brasil

Quem ganha

Empresas que detectam vulnerabilidades e fornecem soluções contra os crimes virtuais

Quem perde

A operação no porto. Além das cargas, o início da temporada de cruzeiros pode atrapalhar o desembarque de turistas na capital cearense

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.