Document
PATROCINADORES

Operação da quarta planta de biometano é autorizada pela ANP

A Agência Nacional do Petróleo (ANP) autorizou o início das operações de uma instalação produtora de biometano de aterro sanitário. Localizada em São Paulo, ela foi estruturada pela empresa Zeg Biogás e Energia. É a primeira planta desse biocombustível aprovada no estado. Há no país outras três em funcionamento. A autorização para as operações foi publicada nesta segunda-feira (27) no Diário Oficial da União.

O biometano é um combustível renovável que está sendo utilizado em diversos países e sua produção está associada a um melhor aproveitamento dos resíduos existentes em aterros sanitários. “Representa um incremento na oferta de gás a ser injetado na rede de distribuição”, acrescenta a nota.

Nos últimos anos, a produção de biometano no Brasil vem ganhando novos parâmetros normativos. Em 2018, a ANP regulamentou o exercício da atividade por meio da Resolução 734. No ano anterior, foram fixadas regras de controle da qualidade do biometano de aterros sanitários e de estações de tratamento de esgoto por meio da Resolução 685.

Etanol

Outra autorização da ANP atende pedido da Inpasa Agroindustrial. Localizada em Sinop, Mato Grosso. A empresa obteve aval para expandir sua capacidade para produzir etanol hidratado e etanol anidro.

Nos dois casos, a produção poderá aumentar de 1.750 m³/d para 3.000 m³/d. De acordo com a ANP, a unidade da Inpasa Agroindustrial, que produz etanol a partir do milho, passará a deter a maior capacidade autorizada do país. Segundo o órgão regulador, as duas novas autorizações “poderão auxiliar no avanço do país com relação a uma matriz energética mais limpa e renovável”.

(com Agência Brasil)

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.