Document
PATROCINADORES

Consciência ambiental cresce e impacta no consumo de brasileiros

Um estudo global sobre o desenvolvimento sustentável, encomendado pela Mastercard, revelou que a pandemia do novo coronavírus alavancou a consciência ambiental dos consumidores, resultando em mudanças significativas na atenção quanto aos efeitos gerados por suas ações e hábitos.

Segundo o levantamento, 85% dos brasileiros estão mais conscientes quanto ao seu impacto no meio ambiente desde o início da crise sanitária, sendo que um dos principais impulsionadores dessa expansão são as redes sociais. Mais de um quarto dos entrevistados no país (28%) estão acompanhando de perto todas as mudanças climáticas que vêm acontecendo globalmente a partir de notícias e conteúdos gerados em suas redes. Além disso, 75% afirmaram que reduzir suas emissões de carbono é uma tarefa mais importante agora do que antes da pandemia.

A pesquisa indicou também a importância desse assunto para as companhias. Mais da metade dos brasileiros afirmaram que agora dão mais valor às marcas que se comportam de forma mais sustentável, e 84% declararam que, mais do que nunca, é de extrema relevância para as companhias atuarem de forma sustentável.

Quando questionados sobre os três principais tópicos que deveriam ser endereçados pelas marcas, 48% mencionaram que a diminuição do desperdício está nas prioridades, seguidos por 43% que apontaram a redução da poluição do ar e da água. Outros 25% afirmaram que o foco deve ser no combate da poluição consequente ao uso do plástico.

Mudanças no comportamento

A sondagem mostrou que, em 2021, 56% dos brasileiros planejam fazer mais pausas para momentos que os permitam apreciar a natureza, e 55% estão planejando reciclar mais, uma tendência que está sendo impulsionada por mais mulheres do que homens. Além disso, metade dos brasileiros entrevistados também começou a praticar atividades físicas para ajudar a melhorar seu bem-estar.

Ainda na pesquisa, 20% dos consumidores ouvidos disseram que o ativismo digital os encorajou a tomar decisões melhores e mais conscientes, 35% afirmam ter apoiado pelo menos uma campanha ambiental nas mídias sociais, com mais de 17% tendo participado de abaixo-assinados para defender as questões das mudanças climáticas pela primeira vez desde a pandemia.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.